Lilypie - Kids Birthday

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Maldita crise

                            
                        É só o que tenho a dizer queria tanto a minha vida de volta :( o meu marido trabalha por conta própria como já tinha referido mas este país está afundar todos os pequenos e médios empresários e ainda por cima ele não tem tido trabalho está muito difícil levar o barco,mantenho-me sempre calma e pacifica não sou pessoa de desesperar logo tento sempre entender de que lado posso virar a direcção para o barco andar, mas agora está muito complicado não estou a ver solução. 

24 comentários:

  1. Estamos todos no mesmo barco...isto está mesmo muito mau! Qualquer dia temos que pegar nas malas e nos nossos filhos e virar costas ao País...

    ResponderEliminar
  2. Tudo tem uma solução minha querida, por vezes é difícil ver qual é quando somos nós que estamos dentro do problema... mas tudo se vai resolver porque mereces... e tens de ter fé, num futuro sossegado e no mínimo desafogado... Beijinhos e força

    ResponderEliminar
  3. Vamos acreditar que as coisas podem melhorar...
    Quanto ao meu cabelo, a fotografia foi tirada quando cheguei a casa depois de o cortar a semana passada ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Isto está mesmo mau para todos! E ter esperança e nunca desistir! Força! Bjinhos***

    ResponderEliminar
  5. Como te entendo, cá em casa estamos a passar pelo mesmo.
    Bom fim-de-semana**

    ResponderEliminar
  6. Não sei onde vamos parar ... FORÇA, muita força*

    ResponderEliminar
  7. Trabalha na construcao civil certo? lamento mas essa area está muito complicada neste momento.
    Não podes desesperar, são nestes momentos que têm de ficar juntos, por separados é pior para os dois!
    Espero que a sorte bata à vossa casa!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Detesto noticias tristes...e todos os dias é sempre o mesmo... eu bem tento levantar cabeça e sorrir, mas tá dificil, e mais dificil é quando pessoas amigas e queridas como tu, andam assim com o barco em zigzag. E depois esta epoca de natal que para quem tem filhos é ve-los pedir isto e aquilo e depois ter de dizer não. custa imenso. Malditos Politicos que nos roubam e estao sempre a rir e gordos. na mesa deles há demasiada fartura e sem um pingo de sacrificio.

    FORÇA AMIGA FORÇA NAO DESISTAS. beijinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  9. Força,tem paciencia,as coisas hão-de melhorar e mesmo que agora esteja muito mau,temos de pensar que tudo acaba e um dia tduo volta a ser como era!temos de ter fè no futuro,por mais escuro que ele nos pareça!e olha se precisares de sair do paìs por uns tempos,que assim seja,o importante è voçês estarem os 3 juntos e a luta por uma boa vida e a serem felizes!
    Eu sinto muitoooo a falta de tudo que tenho aì e das pessoas,acredita que me sinto muitas vezes sozinha,mas è a vida e acredito que um dia tudo melhora:)

    ResponderEliminar
  10. É complicado, está complicado! Eu como designer também estou a trabalhar por conta própria porque também não tenho tido outra hipótese. Mas os trabalhos que vou fazendo dão para pouco! Enfim

    ResponderEliminar
  11. Isto tá péssimo, e para quem trabalha por conta própria então nem se fala... :(
    Em que ramo trabalha o teu marido?
    Já pensaram em pôr anúncios? Fazer um site, com trabalhos já efectuados, tipo portofólio? Na net, nas lojas, em alguns jornais (tipo Dica, e algumas gazetas). É que às vezes as pessoas nem conhecem bem, nem sabem aquilo que as pessoas fazem...
    Eu ando à procura de um carpinteiro, mas como é um trabalho pequeno ninguém quer, acreditas?
    Beijinhos, e muita força!*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Trabalna na construção civil a contrução faz girar o país e está parada enfim mas o que me deixa espantada é como um carpinteiro se recusa a fazer o trabalho por ser pequeno é sempre algum que se vai ganhar mesmo que seja pouco recusar trabalho é um luxo,obrigada pelas palvaras bjinhos

      Eliminar
  12. Força amigunha melhores dias virão.Não desesperes, eu sei que é dificil, mas não te deixes ir abaixo.
    Beijocas e bom fim semana

    ResponderEliminar
  13. É complicado sim esta crise, leva nos a baixo sem vontade de nada.
    Força e esperança que o dia de amanhã seja bem melhor!!!

    ResponderEliminar
  14. Pois, e o estado deste pais! =/ calma, que tudo se resolve e tudo acaba bem! =)


    http://www.bitsnpieces.me/2012/11/earth-colors.html

    ResponderEliminar
  15. Óh Sandrinha,muita coragem!!!Fico sempre com um aperto no coração,todas as vezes que oiço isto!Principalmente,gente que tem filhos.Principalmente,gente querida como tu!!Muita força.

    ResponderEliminar
  16. A quem o dizes... Não sei onde isto vai parar se continuar assim.

    ResponderEliminar
  17. Ai anda tudo igual =/ Muita forçinha para vocês!!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  18. Está difícil para todos, a solução é poupar ao máximo, há muitas soluções para o fazer, é procurar e manter a esperança, porque se a perdemos, perdemos tudo Sandra.
    Beijinho e força ***

    ResponderEliminar
  19. Todos temos um certo saudosismo daquilo que já pudemos fazer e que agora a crise não nos permite. Aliás, a crise impõe-nos mais sacrifícios. Tenho esperança que as coisas melhorem, quando, não sei! Mas tenho que acreditar, senão vale mais atirar-me ali no Tejo!

    ResponderEliminar
  20. vai correr tudo bem vais ver:) pensamento positivo é o que é preciso e um pouco de sorte também. Beijinho bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  21. Eu espero ansiosamente que as coisas mudem :(

    ResponderEliminar
  22. Esta dita crise tem os seus objectivos e uma delas é eliminar empresas...as empresas estão numa fase de se prejudicar umas às outras, dou um exemplo: neste momento os cabeleireiros estão a fazer promoções absurdas para chamar clientela, podem ganhar clientela, mas ou não fazem contas certas ou então os lucros eram exagerados...Para nós é óptimo mas para as empresas vai provocar o fecho de muitas...Devíamos voltar aos tempos antigos em que para se ter um orçamento os potenciais clientes pagavam a deslocação, deste modo as empresas conseguiam aguentar, agora tudo é de graça prejudica as mais frágeis que não conseguem aguentar estes mimos...
    Espero de todo o coração que consigas ultrapassar esta fase, pois dias melhores virão ;)

    ResponderEliminar

Obrigada pelo vosso comentario,bjinhos