Lilypie - Kids Birthday

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Admiro quem pensa como Carolina Patrocinio

 
                        Comprei a Lux Woman do mês de Novembro ,ontem na hora de almoço consegui ler a entrevista da Carolina Patrocínio,simplismente adorei ler a forma como ela vê a vida e a maneira prática com que tenta leva-la sem dramas, é muito bom.
                        Embora tenha adorado o que disse e a forma como encara o seu dia a dia como mãe ,mulher e esposa tenho de me lembrar que Carolina não tem uma vida comum como a maioria das mortais como eu , embora a sua forma de estar na vida seja bastante inspiradora e admiro-a por isso mas quem trabalha das 08h as 18h e ainda tem comida por fazer filhos para dar banho, ainda ter de arrumar a cozinha depois de conseguir deitar a miúda que não quer dormir, para depois  estender a roupa e ainda passar a ferro até as 00h00,deitar-nos depois dessa hora e no dia a seguir estar a pé as 06:30 com a maratona matinal de quem tem filhos e precisa de não chegar atrasada ao trabalho ,não acredito que com uma rotina destas conseguisse ver a vida daquela forma encantadora e inspiradora como descreve.
                       Mesmo assim concordo tanto quando diz que ser mãe não devia ser nenhum drama pois dramatizamos tanto,quando diz que temos uma vida além dos filhos e não devíamos deixar de fazer as coisas que gostamos ,não temos de abrir mão disso,gostei de saber que dá uma prioridade enorme ao marido pois tem imensa razão quando diz que as filhas vão crescer ter a vida delas e eles estarão os dois,deixa a menina para fazerem programas a dois o que eu acho lindamente e nós mães deveríamos fazer o mesmo para o nosso bem como casal e não sentir a chamada "culpa " como Carolina diz que não sente.
                         Parabéns á Carolina pela 2ª gravidez adorei saber um pouco da sua rotina de facto é inspiradora em todos os sentidos,admiro quem pensa e pode ter uma vida idêntica.   
                        Eu gostava e  muito poder levar assim a vida mas não posso não consigo já nem é só o querer, a vida que tenho é que é completamente diferente.
 

11 comentários:

  1. Eu também li esta entrevista e confesso que fiquei com uma ideia bastante mais simpática da Carolina do que aquela que eu tinha. Também a achei prática, saudável de cabeça e feliz.

    Bjos

    ResponderEliminar
  2. Eu encaixo-me na segunda parte, naquela que se acorda às 6h00 da manhã para despachar filhos, marido, mãe e chegar ao trabalho antes das 08h30, sair, ir buscar os miudos quando antes não se tem qualquer coisa a comprar e depois....bem entre banhos, jantar, casa e etc, nem sempre tudo é zen
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Pois, isso é muito bonito, mas para quem tem empregada (até para lhe tirar os caroços das cerejas) e já nasceu rica é certamente muito mais fácil de aplicar :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Fiquei com curiosa com a entrevista. A ideia que tenho da Carolina é diferente da que descreves.

    ResponderEliminar
  5. Cada caso é um caso e o melhor é tentarmos "apanhar" aquilo que podemos incorporar nas nossas rotinas para as melhorar!
    :)

    ResponderEliminar
  6. Que seja feliz e que tenha muito sucesso, mas desejar ser como ela: NÃO!
    Desde que vi uma entrevista da Carolina em que ela admitia que era a empregada que lhe tirava os caroços da fruta (nem sei se era laranja ou outra qquer), percebi o mundo em que ela vive.

    Só espero conseguir ensinar o meu filhote a descaroçar a fruta sozinho e a contornar os espinhos que lhe aparecerem pela frente.
    Haja saúde e amor, o resto arranja-se!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso não tinha conhecimento dessa passagem dela estou a saber aqui parece que eram das cerejas como diz a Gata ,assim sendo parece-me uma atitude muita prepotência sem dúvida, obrigada beijinhos

      Eliminar
    2. eram os caroços das uvas... quem tem quem lhe faça isso, fazem-lhe tudo o resto... ;)

      beijinhos

      Eliminar
  7. Exacto. São vidas inspiradoras mas é como disses, não são vidas iguais às nossas em que a grande maioria não tem as "ajudas" e "facilidades" que ela tem. E que pode fazer os seu próprio horário...coisa que nós não sabemos o que é porque são os outros que o fazem. Mas seja como for ve-se que está de bem com a vida...até nós estávamos não era? :)

    ResponderEliminar
  8. Falar é fáaacil. Também queria dar muito mais atenção à relação mas não consigo me desligar do nosso filho... é bastante complicado porque passo a semana a trabalhar sem parar, chego muito tarde e quando tenho tempo livre gosto de estar com os 2.

    ResponderEliminar
  9. Ela tem apoios que muitas mães não têm, pode ter mais um pouco de sossego e acho que deve aproveitar.
    Também gosto da forma como pensa nas coisas, sem dramas.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo vosso comentario,bjinhos